Publicação INSPIR: 'A Negociação Coletiva de Cláusulas Relativas à Equidade Racial no Brasil' Dia 19 de junho às 18h30, Câmara Municipal de São Paulo VOCÊ NÃO PRECISA SER LGBT PARA LUTAR CONTRA A LGBTFOBIA! Racismo Faz Mal à Saude. Denuncie, Ligue 136! Campanha do INSPIR, ISP, CSA e SC-AFL-CIO para ratificação das Convenções A-68 e A-69 da OEA

diretoria

DIRETORIA EXECUTIVA MEMBROS EFETIVOS

Ramatis Jacino - Presidente

CUT/APEOESP

Ramatis Jacino nasceu em Porto Alegre, Rio Grande do Sul.
Militante político desde 1974 participou de diversas organizações de luta contra o racismo. Professor efetivo de História na rede pública, leciona na Escola Estadual República da Guatemala, em Itaim Paulista, extremo leste da cidade de São Paulo.
Assessora a Direção Executiva Nacional do PT e é membro da direção paulista da CUT. Doutorando em História Econômica pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas - FFLCH da Universidade de São Paulo é mestre em História Econômica pela mesma Universidade.

Joslyn Williams - Vice presidente

AFL-CIO

Joslyn N. Wiiliams became the first African-American president of the Metropolitan Washington Council, AFL-CIO in 1982. This labor council, chartered in 1896, boasts 175 local unions representing 150,000 union members in the nation's capital as well as suburban Maryland .
Williams emigrated to the USA from Jamaica when he was 16, and acquired a B.A. degree from Howard University in Washington, D.C. and attended two years of law school at Dalhousie University in Halifax, Nova Scotia. When he returned to Washington, he began his career at the Library of Congress.
During his time there, he became a union activist, first serving as shop steward for Local 1826, American Federation of Government Employees (AFGE). In 1970, he became president of the local, and oversaw an internal organizing campaign which increased the membership from 100 to 600 over two years.
From 1972-1978, Williams served as Executive Director of Council 26, American Federation of State, County and Municipal Employees (AFSCME), which represented nearly 5,000 federal workers. In 1978, he was appointed Executive Assistant to the President of the Metropolitan Washington Council, AFL-CIO.
During his tenure as president of the Metropolitan Washington Council, AFL-CIO, Williams has adroitly balanced the interests of the 175 affiliated locals, which represent members from the transportation, telecommunications, health care and construction industries as well as the hospitality, entertainment, public utility and federal and public sectors. Today, over 95% of eligible local unions are affiliated. Williams also oversaw the formation of the council's charitable United Way -funded arm, the Community Services Agency, in 1991, and serves as the president of its Board of Trustees.
Representing the AFL-CIO, Mr. Williams has traveled to Israel , Central America , and to South Africa and Haiti as an official election observer. He served for a year as an Assistant Director of the Field Mobilization Department of the AFL-CIO. He is an original member of the Central Labor Council Advisory Committee which advises the President of the AFL-CIO about local labor council needs, activities and structure, and currently serves as 2nd Vice-President of the Maryland State and DC AFL-CIO, the state labor federation.

Cleonice Caetano Souza - Diretora de Finanças

UGT / SECSP

Brasileira, casada, nascida aos 26 de abril de 1960, na cidade de Propria, Estado do Sergipe, região nordeste do Brasil, graduanda em serviço social pela Universidade Paulista – UNIP.
Iniciou as atividades laborais formalmente aos 14 anos, no ramo têxtil com a obtenção do seu primeiro registro na CTPS. Posteriormente, foi para o ramo industrial e desde 1977 está no comércio, com a devida sindicalização.
Em 2003 o Sindicato dos Comerciários de São Paulo, foi o primeiro na introdução de cláusulas de promoção racial nos acordos e nas convenções coletivas de trabalho, onde teve árdua participação e colaboração para esse feito, conforme demonstra a publicação da “A Voz Comerciária 2004”.
Igualmente à questão de raça formou grupo de sindicalistas mulheres para a defesa dos seus interesses sindicais e na proteção da mulher trabalhadora.
Presidiu o Instituto Sindical Interamericano Pela Igualdade Racial de 2009/2012, atualmente exerce o cargo de diretora executiva de finanças gestão 2012/2015.
Acumula ainda os cargos de Secretária Nacional de Saúde e Segurança no Trabalho, na Central Sindical UGT; Diretora do Departamento de Previdência, Social e Diversidade, no Sindicato dos Comerciários de São Paulo; Membro Efetivo da Comissão Tripartite de Política Nacional de Saúde e Segurança no Trabalho pela UGT, no Ministério do Trabalho e Emprego; Conselheira da FUNDACENTRO pela UGT e Membro da Rede de Mulheres da Uni América.

Francisco Carlos Quininto da Silva - Diretor Secretário Geral

FORÇA SINDICAL / FEQUIMFAR


Dados Pessoais
Nome: Francisco Carlos Quintino da Silva
Natural de: Rio Claro, Estado de São Paulo, Brasil
Profissão: Químico e Dirigente Sindical desde a década de 1980.

Histórico Profissional
Iniciou as atividades laborais quando menor no ramo comercial e da construção civil, sendo posteriormente office boy e mensageiro no ramo têxtil. Na década de 1980 foi para a indústria química e filiou-se ao sindicato da categoria.
Entre as décadas de 1980/90, em pleno exercício das atividades no Sindicato dos Químicos de Rio Claro, ingressou no movimento dos sindicalistas brasileiros que denunciaram as variadas práticas racialmente discriminatórias que violam os mais elementares direitos de cidadania de metade da população brasileira – negros e negras – empurrando este segmento para as piores condições de educação, de trabalho, de saúde, privação da terra, acesso à cultura, ao lazer, entre outras.

Atividades atuais e desenvolvidas simultaneamente:
Diretor Secretário Geral do Sindicato dos Químicos de Rio Claro;
Diretor do Departamento de Promoção da Igualdade Racial da FEQUIMFAR;
Diretor Executivo da Secretaria Geral do INSPIR, indicado pela central nacional Força Sindical;
Presidente do PPS - Partido Popular Socialista de Rio Claro;
Membro Efetivo da Comissão Tripartite de Tratamento de Raça, Gênero, Pessoa com Deficiência e Combate à Discriminação pela FORÇA SINDICAL, no Ministério do Trabalho e Emprego
Diplomado vitalício da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra das Forças Armadas (ADESG), desde 2003;

Algumas participações em eventos:
Audiência Pública no Supremo Tribunal Federal (STF), para a defesa da constitucionalidade da política de cotas étnico-raciais de estudantes nas Universidades públicas e privadas do Brasil;
Participação na qualidade de convidado na I Conferência Nacional da Promoção da Igualdade Racial em 2005/2009;
Encontro Ibero-americano no Ano Internacional dos Afrodescendentes – Afro XXI, contribuindo com a Carta de Salvador, a qual objetiva a criação de um fundo internacional voltado a financiar ações complementares das políticas públicas de reparação;
Sanção presidencial da Lei 12.288 de 20 de julho de 2010, Estatuto da Igualdade Racial, no Palácio do Itamaraty;
Coordenação do Seminário e Oficina: “O Papel do Sindicalismo na Promoção da Igualdade Racial no Mundo do Trabalho”, nas cidades de São Paulo e Campinas/SP;
Colóquio Brasil-África em Salvador, com aprovação de documento formulado por africanos e brasileiros;
Articulação política para a criação do feriado do “Dia da Consciência Negra”, no município de Rio Claro/SP, aonde temos o feriado municipal desde o ano de 2006;

Programas de comunicação:
Entrevistas em Telejornais: EPTV Central, TV Claretianas, Câmera Aberta Sindical e outros.

Artigos publicados:
O Dilema das Cotas;
13 de Maio: A Justiça tem Cor;
13 de Maio de 1888: “Negros Sem Eira e Nem Beira”;
Confetes em Preto e Branco;
O Brasil Cada Vez Mais Negro;
Nota de Repúdio Contra Discriminação Racial.

Victor Baez Mosqueira - Diretor Executivo

Víctor Báez Mosqueira tiene una carrera política de más de 30 años comprometidos con el movimiento sindical de las Américas. Previamente dirigente de la Federación de Trabajadores Bancarios de Paraguay. Hizo parte del movimiento de resistencia a la Dictadura de Alfredo Strossner. Fue electo representante de la Asamblea Constituyente del Paraguay, al retorno de la democracia. Fundador y primer presidente de la Central Unitaria de Trabajadortes (CUT), el líder obrero fue secretario general de la Organización Regional Interamericana de Trabajadores (ORIT). En 2008, con la formación de la Confederación Sindical de Trabajadores/as de las Américas (resultado de la unión entre ORIT y CLAT), Báez Mosqueira fue elegido secretario general de la CSA.

Victor Baez has been a political activist for over 30 years dedicated to the trade union movement in the Americas. As a trade union leader with the Paraguayan Federation of Bank Workers he took part in the resistance movement against the dictatorship of Alfredo Strossner. He was elected as a Representative to the Paraguayan Constituent Assembly when Paraguay returned to democratic rule. Victor was a founder and the first President of the Paraguayan Unitary Workers Central (CUT), Secretary General of the Interamerican Regional Workers’ Organization (ORIT) from 2003 until 2008 when ORIT merged with the CLAT and he became Secretary General of the resulting new organization, the Trade Union Confederation of the Americas.

DIRETORIA EXECUTIVA MEMBROS SUPLENTES:

Telma Aparecida de Andrade Victor; Wagner José de Souza; Jana Karen Silverman; Oseas Claudinei Marques; Leandra Perpétuo.

comentrios esto fechados.