Marcha das Mulheres Negras em São Paulo: Pelo Fim da Negligência e Violência do Estado! Homenagem do INSPIR às Mulheres Negras! “Mercado de trabalho desperdiça oportunidade por não dar as mesmas possibilidades para trabalhadores negros”, diz especialista Publicação INSPIR: 'A Negociação Coletiva de Cláusulas Relativas à Equidade Racial no Brasil' Racismo Faz Mal à Saude. Denuncie, Ligue 136! Campanha do INSPIR, ISP, CSA e SC-AFL-CIO para ratificação das Convenções A-68 e A-69 da OEA

Racismo e violência serão combatidos durante Carnaval 2015

Racismo e violência serão combatidos durante Carnaval 2015
Data: 13/02/2015
O Observatório da Discriminação Racial e LGBT, da Violência Contra a Mulher, estará nos principais circuitos de Salvador-BA com 120 observadores. O objetivo é implementar medidas efetivas de combate a esses crimes, além de diminuir as desigualdades ocorridas durante o período
Casos de racismo, violência contra a mulher e homofobia serão observados atentamente pela Prefeitura de Salvador-BA no Carnaval 2015. O Observatório da Discriminação Racial e LGBT, da Violência Contra a Mulher, iniciativa da Secretaria Municipal da Reparação com apoio da Superintendência de Políticas para as Mulheres, estará nos principais circuitos com 120 observadores com objetivo de implementar medidas efetivas para auxiliar no trabalho de combate a esses crimes e diminuir as desigualdades ocorridas durante o Carnaval.

Serão 40 observadores atuando em cada eixo (racial, LGBT e mulher), além de trabalhar em conjunto com o Ministério Público, Defensoria Pública, Ouvidoria da Guarda Municipal e com a corregedoria da Polícia Militar para coibir qualquer abuso e tratar das questões de forma jurídica e policial.

A secretária da Reparação, Ivete Sacramento, espera que o número de ocorrências neste Carnaval seja zero. “Esperamos um Carnaval da alegria, democrático e que todos possam brincar sem qualquer diferença. Além dos observadores volantes, a secretaria também contará com o Posto Central no Campo Grande e o Observatório Permanente através do site www.reparacao.salvador.ba.gov.br, que também receberá denúncias durante a festa”, explicou.

Para realização deste programa, a Secretaria conta como parceiros o Fórum Baiano LGBT, o Grupo Gay da Bahia, a Faculdade Dom Pedro II, os Shoppings Piedade, Barra e Lapa, além do site Dois Terços e o Correio Nagô.

Secretaria Municipal da Reparação (SEMUR)

comentrios esto fechados.